NNOTICIA (ANUNCIAR CONOSCO)

CAMPO GRANDE: Justiça nega tentativa de desqualificar crime de homem que tentou matar grávida e abortou sua gestação

Relembrando o caso da vítima que foi ferida com facadas e tiros na virada do ano de 2013

Por Rafael R. Pinheiro em 10/09/2020 às 16:07:25

Foto Ilustrativa

Relembrando os acontecimentos ocorridos no dia 31 de Dezembro de 2013, quando uma mulher de 24 anos foi vítima de uma tentativa de homicídio na Mata do Jacinto, em Campo Grande. Na época, a mulher estava grávida de 15 semanas perdeu os filhos gêmeos após sofrer uma tentativa de homicídio praticada por um homem de 34 anos, conhecido como Neguinho.

A denúncia do Ministério Público de Mato Grosso do Sul foi feita em 2018, e conta que o acusado, tentou matar a vítima a facadas e tiros, sendo que naquela madrugada de virada de ano, ela estava na casa de uma amiga quando foi abordada pelo homem e seu comparsa.

O comparsa do autor abraçou a vítima para distraí-la, quando Neguinho chegou pelas costas e desferiu diversos golpes de facas e tiros nas costas da vítima, que ficou em estado grave e sofreu um aborto natural, perdendo os dois filhos que ela estava gestando. As investigações concluíram que o autor do crime foi motivado por uma dívida de R$30 que a vítima cobrou do pai do autor.

Já este ano, a defesa da vítima tentou diversas vezes desqualificar o crime, de tentativa de homicídio para lesão corporal. Mas no entanto, a última decisão publicada no Diário da Justiça desta quinta-feira (10/09), negou o recurso e esclarece que não há como negar que os fatos se deram na forma de tentativa de homicídio.

Assim, a pronúncia do réu publicada no Janeiro deste ano é mantida e Neguinho responderá por tentativa de homicídio qualificada por motivo torpe mediante a recurso de dificultar a defesa da vítima, além de abortar os filhos da vítima sem consentimento.

Fonte: Midiamax

NFM#1

Comentários

Klin 1